Uma nova carreira aos 40 anos

Uma nova carreira aos 40 anos

Antes de mais nada, é importante ter certeza de que quer mesmo mudar

 

artigo_85348 (1)

Nunca é tarde para fazer o que se gosta, ter sucesso e ser feliz. E a maior prova disso está na história de vida de Tomie Ohtake, a grande dama das artes plásticas brasileiras, que só começou a pintar aos 40 anos. Nessa idade, muitas pessoas podem considerar que estão velhas demais para começar. Imagine se ela, até então, dona de casa, tivesse pensado que não valia a pena arriscar?

 

No caso de Tomie, o hobby se transformou em trabalho. Não foi algo planejado. Seu sucesso foi fruto espontâneo de um enorme talento. E talvez tenha sido o exercício desse talento que manteve sua vitalidade por 101 anos! Ela dizia que não sentia o peso do tempo e que o trabalho era a fonte de sua saúde.

Se você anda insatisfeito com o seu trabalho e tem vontade de mudar radicalmente sua trajetória profissional, não tenha medo. Não estou dizendo que seja algo fácil ou que não requeira planejamento. Pelo contrário. Seis meses é o mínimo de tempo que um profissional deve investir para que essa transição seja bem-sucedida. Mas, acredito que passamos tempo demais no trabalho para insistir em algo que não nos realiza.

Por onde começar?

Antes de mais nada, é importante ter certeza de que quer mesmo mudar de carreira. É muito comum profissionais insatisfeitos com o atual emprego confundirem a fonte de sua frustração. Se concluir que realmente deseja tomar um novo rumo, reflita sobre o tipo de caminho a seguir: outra área de atuação, carreira pública, acadêmica, empreender ou ser autônomo? Caso tenha a intenção de transformar o seu hobby em profissão, certifique-se de que ele pode ser, de fato, uma nova carreira. Ou seja, certifique-se de que haja mercado para você ser remunerado praticando seu hobby de maneira profissional.

Ao refletir e investir tempo para a tomada de decisão, analise criteriosamente os prós e contras dessa mudança. Vale a pena conversar com quem já passou por esse processo. Nessa hora, contratar um coach pode ajudar bastante a separar o joio do trigo.

Tendo certeza da trajetória profissional que quer construir, é hora de traçar um plano de ação – detalhando passo a passo o que você precisará fazer e investir para chegar aonde quer. É bem provável que tenha que adquirir novos conhecimentos e precisará ter dinheiro para isso. Além disso, o retorno financeiro na nova carreira pode levar tempo. Por isso, se não se preparar financeiramente, pode acabar desistindo no meio caminho ou tornar esse período de transição mais difícil.

Vale dizer também que, mais do que o dinheiro em si, é preciso ter paciência e humildade. Não importa que nível hierárquico ocupava, nesse novo cenário, você será um aprendiz. Inspire-se em Tomie e assuma a postura que a levou de iniciante a ícone da arte brasileira: reinvente-se dia após dia.

Fonte: Portal dos administradores